Como foi o Circuito do Carteiro

Essa corrida foi diferente pra mim, pois não corri e sim trabalhei.

Tentarei falar um pouco na visão de um corredor que ficou apenas olhando e falar também do lado da galera que trabalha.

Vou começar por algo que tanto gosto, as camisas. Para o pessoal que tava trabalhando havia camisas personalizadas do evento e no mesmo tecido da dos corredores. Agora tinha algo melhor, haviam camisetas iguais as dos corredores para galera trabalhar. Minha esposa e eu pegamos logo as nossas. Por falar nisso, as camisas eram muito bonitas e de ótimo tecido.

Uma vantagem de corridas realizadas por grandes instituições é a ausência dos patrocínios. Essa camisa do Circuito do Carteiro, por exemplo, possui apenas a estampa na frente sem o outdoor na parte de trás.

O local da corrida foi o mesmo da corrida do dia anterior, então contou basicamente com a mesma estrutura. O trajeto também foi o mesmo, por sinal muito bom.

Fiquei juntamente com minha esposa e mais 28 pessoas espalhados pelo trajeto, tentando a todo custo evitar que os carros atropelassem os atletas. É absurdo a falta de educação dos motoristas, não respeitando os atletas e nem as autoridas policiais e de trânsito que estavam no local. Os morados do bairro ao invés de descer e prestigiar a corrida, preferem ficar reclamando.

Houve até um motorista que não esperou a orientação dos policiais e foi logo avançando pelos cones na av. Jundiaí. Foi se justificando dizendo ser médico e estar indo para uma emergência. Bom, ele pode até ser médico, mas o carro dele não é ambulância!

Outro não esperou a autorização do policial e simplesmente avançou. Já outro passou falando ao celular e só desligou depois de levar uma chamada da polícia. Bom, vou parar nesses, pois se não é um post só dedicado a falta de educação do povo.

O primeiro posto de hidratação estava antes do 3 KM e o segundo antes do 5 km.

Houve a tradicional escolta para os líderes da prova sendo realizada pelos árbitros, polícia e abrilhantando mais ainda o cortejo havia algumas motos dos Correios. Isso ficou legal!

Para os primeiros atletas da instituição e para o último também houve escolta particular dos motoqueiros dos Correios.

A prova foi rápida e logo foram liberadas as vias para os motoristas impacientes de um domingo tão tranquilo.

Logo após o caminhão passar recolhendo os cones, fomos para frente do Colégio Atheneu ver um pouco da premiação.

Foi uma corrida que pensei que não ia dar certo depois de tantos adiamentos, mas que no fim das contas foi muito boa.

Anúncios

Publicado em 20 de dezembro de 2010, em Como foi... e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: