Arquivo da categoria: Pra pensar

Nosso corpo precisa de exercício?

Vejam a imagem abaixo:

Eu acho que ainda não entendi bem.

Um teste pra saber se o meu corpo precisa praticar exercícios?

A imagem acima é de um site desses sobre saúde, bem estar, vida saudável e esses blá blá blá.

Cliquei pra dar uma olhada e é isso mesmo!

 

A proliferação de mídias (revistas, sites etc), tendo como temática principal a saúde, é grande. E, acredito (opinião própria fundamentada na observação), que o grande número de consumidores desses materiais são pessoas que na verdade não praticam atividades físicas, não possuem uma alimentação saudável, mas querem algo pra confortar as suas consciências.

Comer bem e praticar atividades físicas não tem mistério.

Sério!

Vou aproveitar e fazer um post daqueles tipo “10 Super Dicas” com dicas de verdade. Algo do tipo “Não beba uma gota de refrigerante.” e não o que se vê como “Beba menos refrigerante.”

Tem muita coisa lógica e uma delas é “O corpo humano é uma máquina biológica com alto desenvolvimento mecânico e que necessita para sua manutenção de esforços físicos.” (definição dada por mim 😉

O ser humano está acomodado a vida “moderna”. Quer ter saúde física apenas pelo comer e ler! Sério! Ler! (ou nem isso)

Pegue um grupo de pessoas, principalmente adultas, e mande que elas façam as seguintes atividades:

– dar uma carreira desembestada de uma volta no quarteirão.

– erguer um amigo no tum-tum pra que ele pegue uma fruta de uma árvore.

– subir numa árvore num embalo só antes de levar uma mordida do cachorro doido da rua.

– subir uma serra pra ver o que tem lá do outro lado.

– correr, cair no chão, se ralar todo, levantar e continuar correndo sem nem prestar atenção aos ralados.

– brigar com um animal feroz.

– brigar com alguém (na porrada!)

– caminhar até o trabalho todos os dias, mesmo que leve uma hora.

A lista acima é uma brincadeira (talvez), mas são exemplos de coisas que não são esportes (eu acho), mas que todo corpo humano deveria estar apto a fazer. Deveria!

Já que a vida contemporânea nos deu tanto conforto e o esforço físico é algo fora do cotidiano fica evidente que todos precisam de exercícios físicos.

 

Qual exercício?

Aí já é com você.

Abraço.

Laranja ou Tangerina? Eis a questão.

Recente em uma prova resolvi começar a fazer algo que é comer as frutas do kit de lanche. Pois é, apesar de lógico, eu não fazia isso e acabava levando as frutas pra casa e infelizmente algumas estragavam.
Nesse kit em específico da corrida onde passei a comer as frutas havia banana, maçã e laranja. Primeiro comi a banana e a maçã só então indo para a laranja no intuito de matar a sede. A questão é que a laranja estava cortada em quatro pedaços.
Bom, em outra prova fui comer as frutas do kit e aí vi a importância da laranja estar cortada, pois como não tenho o hábito de correr com uma faca, fica difícil cortar a laranja logo após a prova.
Agora isso gera várias questões relacionadas a contaminação do alimento, conservação e etc.
Bom, lembrei então de algumas provas que forneceram tangerina, que é prática de descascar com as mãos e fácil de separar os gumos.
Como gosto de ambas as frutas, pra mim tanto faz, o que prefiro é o que for mais prático e seguro.
Fica a dica.

Saia correndo de casa.

fonte: runstreet.com

Para muitas pessoas os treinos consistem em tiros, fartlek, longões, subidas, força, educativos e outras variações e exercícios de treinos. Agora o que é mais difícil nesses treinos não são eles em si, mas conseguir sair de casa. Passar pela porta pode ser a maior superação para muitos corredores de rua.

As desculpas são as mais variadas. Preguiça, sono, tempo fechado, sol, o programa de TV e várias outras desculpas esfarrapadas.

Sempre que tenho preguiça de ir treinar, lembro da sensação ao final do último treino. O quanto é bom ficar cansado, mas me sentido mais disposto e relaxado.

Algumas dicas podem ajudar você a dar um chega pra lá na preguiça e dar o primeiro passo pela porta.

Anotar os treinos:

Essa é uma boa maneira de ver a evolução do seu desempenho e para isso basta papel e caneta. Mas querendo usar da tecnologia, pode-se adotar uma planilha no computador ou algum programa no smartphone. Existem também sites voltados para isso. Para quem usa aparelhos de GPS fica ainda mais fácil e empolgante, pois a maioria deles já gera um registro incluindo informações mais detalhadas.

Redes Sociais:

No Brasil o Orkut ainda impera como a maior ferramenta de rede social. Lá é possível encontrar muitas comunidades de corredores de rua e assim trocar informações além de fazer novas amizades.

Pelo menos 21 dias:

Uma vez encontrei um site onde você se cadastrava e ele diariamente lhe mandava um email lembrando você de um determinado compromisso que assumiu. Esses emails vinham durante 21 dias, tempo esse que o site informava ser suficiente para uma pessoa adquirir um hábito. Então, marque no calendário e corra nos próximos 21 dias.

Recompense a sim mesmo:

Quer comer uma pizza, então só se fizer aquele longão. Então tá querendo ir pegar aquele cinema, treine pelo menos uma semana sem interrupções. Crie pequenas recompensas pelos seus treinos e para coisas maiores, você pode até colocar metas nas provas. Por exemplo, só vai trocar o carro quando baixar em 5 minutos o tempo em uma prova.

Parceiro:

A corrida parece um esporte individual, mas não é. Pelo menos não nos treinos. Arranje um amigo para treinar, mas não fique esperando por ele. Não dependa do seu amigo para treinar, mas use-o como arma de motivação. Corram juntos, respeitando sempre os limites um do outro e sempre dando aquela força.

Texto de inspiração: http://runstreet.com/2011/04/27/running-motivation/

Mudança no regulamento da São Silvestre

Hoje a @yaraachoa twittou:

A organizacao disse q isso tava no regulamento desde o inicio. Alguem sabe se eh real?

Ela está fazendo referência ao fato das medalhas estarem sendo entregues no kit antes da prova.

Fui olhar o regulamento da prova e eis que encontro o intem 14.1.a em vermelho e com um texto diferente do que eu havia visto. Na mesma hora lembrei de ter feito um post no dia 17 dando Ctrl+C Ctrl+V no trecho do regulamento que fala sobre a bonificação. Clique aqui para ver o post do dia 17.

Agora o novo texto diz:

14.1. Considerações gerais

a. Com o objetivo de oferecer segurança e conforto aos corredores no término da prova e um fluxo adequado na dispersão entregaremos a medalha junto com o kit de participação e usaremos o chip descartável.

Antes era:

14.1. Considerações gerais

a. Todo ATLETA que completar o EVENTO dentro do tempo máximo previsto receberá uma medalha de participação.

Pois é!

Água abaixo

Vi o texto abaixo no NatalCrono que viu no Assessocor que viu no Correria. Ufa!

Segue o texto:

O confrade Alexandre Cândido roubou meu texto. Está certo que eu ainda não tinha escrito e nem imaginado esse texto. Mas, juro, algum dia eu acho que iria escrevê-lo. Acho…

O fato é que o Alexandre sintetizou algo que me incomoda em provas. Diz aí, Alexandre:

Será que alguém já percebeu isto?

Estava eu participando de uma prova de corrida no mês de julho quando passei por um dos postos de hidratação e reparei em uma coisa que me incomodou bastante.

Eu não estou reclamando de ninguém em especial, mas todo mundo que pegava o copo, inclusive eu, tomava 2 ou 3 goles e depois o jogava fora. Nesse momento, acabei percebendo o quanto desperdiçávamos água.

E não estou levando em conta o fato de passar, muitas vezes, à nossa frente um copo “voando” de algum corredor, que nem sequer se dava ao trabalho de olhar para os lados e o jogava de qualquer jeito. E era notório que estava quase cheio.

Acredito que 70% dos corredores fazem isso involuntariamente para se livrar do copo e não perder o ritmo durante a prova.

Assim sendo, acho que ajudaria bastante ser criado um novo tamanho e acredito que não esteja falando nenhum disparate, estou, apenas, pensando na economia de água.

Seria interessante, como sugestão, se as empresas fornecedoras de água mineral pensassem em produzir uma linha específica para corrida, por exemplo, copinhos de 100 ml ou 150 ml. Isso evitaria o desperdício e, como consequência, a economia seria grande.”

Clique aqui para lêr os comentários no Blog Correria.

—-

Pois é, o tema é muito interessante e passível totalmente de reflexão e da necessidade de tomadas de atitude.

Antes de mais nada. Que tal pegar só um copo nos postos de abastecimento. Banho se toma em casa, no mar, na piscina, não com copo de água mineral.

Várias são as soluções para o problema da água nas corridas. No brasil podemos fazer uso das pochetes de hidratação. Cada um leva a sua água e pronto. Afinal a maioria não está em busca de um alto desempenho, então alguns gramas a mais de peso devido a água não fará diferença. Outra opção é o Hydrapouch junto com seu Reservatório próprio de abastecimento, pena que só tem nos EUA.

O site Água na Jarra traz a toma uma questão também muito interessante, que é o grande consumo de embalagens descartáveis de água mineral.